21 maio 2017

A Casa de Umbanda Pai José de Aruanda Realizou Uma linda Homenagem aos queridos e amados pretos – velhos!

A Casa de Umbanda Pai José de Aruanda que fica localizada na cidade de Areia Branca/RN realizou Nesta Sexta-feira dia 19/05/2017, uma grade Homenagem aos queridos e amados pretos – velhos, 
Entidades de muita luz e muita sabedoria.

Queremos agradecer a presença do Babárolixá Yram de Oxala guian do Yle Asé Ala Caja Lonin, e a Yalorixá Vanna da Oxum, que vieram prestigiar essa linda homenagem ao nossos Pretos – Velhos, 

E agradecer todos que fizeram presença na nossa casa!

Preto Velho
Uma das entidades mais carismáticas da nossa Umbanda. Tem a sabedoria e o domínio sobre muitos elementos da natureza, são especialistas em ervas para chás, banhos e simpatias a todas pessoas necessitadas.
É uma entidade que trabalha nas leis de Oxalá. É detentora de uma linha com as sete falanges. É bom se entender que o fato de se chamarem pretos velhos, não quer dizer que são todos balho e por sua vez escolhem cumprir sua missão trabalhando nesta maravilhosa linha.
É uma entidade que desfaz demandas, embora pareçam calmos, têm luz divina espiritual que emana de Deus em sua plenitude.




Da direita para esquerda, Babárolixá Yram, Mãe Nina da Oxum, Mãe Kathia de Oxalá, Ogam Mariano de xangó e Yalorixá Vanna!













  










A Casa de Umbanda Pai José de Aruanda e o Blog Mariano de Xangó, agradece a todos que direta ou indiretamente colaboraram para esse lindo toque para os nosso pretos!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins