28 junho 2015

É importante o uso da midia no resgate e defesa dos nossos direitos .

Vídeo gravado para ser exibido na TV Record, como direito de resposta das religiões afro contra ataque sofrido.

Click aqui no link

25 junho 2015

CIGANA SULAMITA



Sulamita foi uma cigana muito bonita, muito feliz, diz ela que só conheceu a tristeza quando após sua passagem em seu retorno ao nosso mundo como espírito cigano, até então não tinha ouvido, vivido ou sentido tristeza de forma alguma, pois conta a lenda que ela tinha sido prometida, como era de costume as crianças serem prometidas ainda pequenas, para um cigano e quando atingiu a idade de entendimento ela e um outro cigano se apaixonaram, então planejaram numa noite de lua cheia sua fuga e assim o fizeram passaram aquela noite de amor juntos e na manhã seguinte quando ele acordou percebeu que ela não estava mais ali com vida, Sulamita havia desencarnado, porém por isso ela hoje quando acontece a incorporação deste espírito diz não ter conhecido a tristeza, e também é por isso que essa cigana atua de acordo com o que precisamos, ex: se estamos c/problemas de amor ela resolve, se estamos c/problemas de saúde ela resolve, se precisamos de prosperidade ela também resolve através de suas magias, essa cigana trabalha muito c/frutas. Adora trabalhar com frutas e com as folhas dos pés das mesmas frutas. Faz sua magia com folhas de maçã, para o amor; folhas de pêra, para a saúde; folhas de uva, para união; folhas e flores de mamão, para afastamentos; umbigo de banana, para feitiços; folha de fruta-de-conde, para aproximação; folhas de laranja, para acalmar fúrias; folhas de caqui, para tirar o mal. Ela gosta de trabalhar com a fogueira, jogando nela as folhas secas, conforme o problema de cada um. Ela faz uma amarração para casamento colocando um pedaço do quartzo-citrino em cima de cada uma das folhas de maçã, fruta-de-conde e uva-verde com que trabalha; depois, joga por cima flores de laranjeira. Ela afirma que o casamento sai antes de três Luas cheias.Sulamita, que Bel-Karrano (Deus-Céu) ilumine muito seu espírito para que você possa ajudar quem precisa de sua ajuda.

KAÔ KABECILÊ

23 junho 2015

Algumas imagens da grande passetada realizada ontem contra o crime pelo qual minha filha Kayllane Coelho passou e contra a intolerância religiosa


Algumas imagens da grande passetada realizada ontem contra o crime pelo qual minha filha Kayllane Coelho passou e contra a intolerância religiosa pela qual nossa religião está passando há anos.
Não foi somente as vozes das pessoas que estavamna passeata que ecoou. O ato foi o grito engasgado de uma nação.
Obrigado a todos que compareceram.






Colocar em vigor a lei do deputado Átila Nunes que cria a "Delegacia de Intolerância Religiosa"


JUSTIFICATIVA

A luz dos últimos acontecimentos amplamente divulgados na mídia falada, escrita e televisionada, que demonstram ser grande o preconceito e a intolerância, seja racial, religiosa ou de cor, com fatos, onde a violência e o desrespeito contra as pessoas tem sido a causa principal de atos de vandalismo, agressões físicas e verbais. 
Toda imprensa noticiou recentemente a perseguição religiosa sofrida pelos umbandistas, sendo expulsos das comunidades por membros do tráfico de drogas ou templos umbandistas sendo invadidos e depredados por seguidores de outras religiões. 
Faz-se necessário criar uma delegacia especializada para o atendimento desses casos, tendo em vista o aumento contínuo das ocorrências de crimes, cada vez mais violentos e graves, que merecem todo o amparo por parte do Poder Público, para cumprir o que determina os incisos VI e VIII do art. 5º Constituição Federal, garantindo-se assim o direito a liberdade, a vida e a segurança. 
Pelo exposto, conto com o apoio dos meus pares na aprovação do presente projeto.​

​LEI ÁTILA NUNES, criada a partir do projeto de lei 1609 de 2008.

DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DA DELEGACIA DE CRIMES RACIAIS E DELITOS DE INTOLERÂNCIA – DECRADI
Autor: Deputado ÁTILA NUNES


A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
RESOLVE:
Art. 1º - Fica criada a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância – DECRADI, com a finalidade de combater todos os crimes praticados contra pessoas, entidades ou patrimônios públicos ou privados, cuja motivação seja o preconceito ou a intolerância.

Art. 2º - Compete à DECRADI, registrar, investigar, abrir inquérito e adotar os demais procedimentos policiais necessários, nos casos que envolvam violência ou discriminação contra as pessoas, objetivando a efetiva aplicação da Legislação em vigor e assegurar os direitos de todos os cidadãos, independente de cor, raça ou credo religioso.

Art. 3º - A DECRADI disponibilizará uma linha telefônica 0800 com o objetivo de receber denúncias e informações sobre discriminação ou desrespeito à cidadania ou qualquer outro tipo de agressão.

Art. 4º - As despesas decorrentes da aplicação desta Lei correrão por conta do Orçamento do Estado, que fica autorizado a abrir crédito suplementar.

Art. 5º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Plenário Barbosa Lima Sobrinho, 10 de Junho de 2008.

21 junho 2015

O encontro, onde o Cardeal pôde expressar sua solidariedade e reafirmar sua abertura ao diálogo com outras religiões.


A Comissão Arquidiocesana de Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso foi criada para garantir o diálogo entre a Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, as demais religiões cristãs e outras lideranças religiosas, e busca cumprir a principal missão da Igreja, que é a de promover o bem e a paz. Dentro deste contexto, o Cardeal Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, recebeu na manhã desta sexta-feira, 19 de junho, a menina ‪#‎Kailane‬ Campos, de 11 anos, que foi atingida por uma pedrada na cabeça por ser adepta do Candomblé, no último domingo, quando seguia para um centro, na Vila da Penha.

O encontro, onde o Cardeal pôde expressar sua solidariedade e reafirmar sua abertura ao diálogo com outras religiões, contou também com a presença da avó de #Kailane, ‪#‎Kátia‬ Marinho, que estava com a menina no momento da pedrada. Representantes da Comissão Arquidiocesana de Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso, e da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa também participaram da reunião.

Quarta Etapa da reforma da Casa de Umbanda na cidade de Areia Branca R/N


 Desmos continuidade a reforma da casa de Umbanda que fica localizada na rua Floriano Peixoto nº 79 centro de Areia Branca com o apoio da Casa de Umbanda Pai José de Aruanda que tem a frente a Mãe de Santo Kathia Cruz,
Essa casa foi fundada pelo saudoso Pedro Medeiro (Mestre Pedro) em memoria Estamos muito feliz com mais uma conquista

Obs: essa casa tem uma Historia grandiosa na nossa cidade,
terceiro passo dado na reforma da casa.










19 junho 2015

Visto Branco, Sou da Paz, Sou da Umbanda Chega de Intolerância Religiosa.


Meus irmão de Fé vamos sequir firme e forte com a nossa religião, a união faz a força.

17 junho 2015

CRIANÇA CANDOMBLECISTA DE 11 ANOS, SOFRE INTOLERÂNCIA RELIGIOSA









CRIANÇA CANDOMBLECISTA DE 11 ANOS, SOFRE INTOLERÂNCIA, É AGREDIDA A PEDRADA POR EVANGELICOS NO BAIRRO VILA DA PENHA, NO RIO DE JANEIRO.


Com muita revolta a família da menor Kaylane D Terecompensoê ( Logun Edé) , registrou queixa na 38@ Delegacia Policial , da agressão sofrida na noite do dia 14 de junho na Avenida Meriti , próximo a Academia Zango,no Bairro Vila da Penha , zona norte do Rio , segundo relato da Mam’etu Kathi Funcibialá( Oxalá), sua Zeladora e Vó Biológica, a neta Kaylane saiu com um grupo de irmãos de santo(todos paramentados) em direção ao barracão de seu Padrinho Rafael D. Matamba ( Yansã), quando do outro lado da rua , um grupo de evangélicos de longe , começaram os xingamentos ( sai satanás, queima...vocês vão para o inferno e etc..), mais o grupo não deu atenção e continuou caminhando , quando de repente atiraram uma pedra , que acertou a menor Kaylane, que na mesma hora tombou no chão e o sangue começou a escorrer , com o nervosismo , a menor que tinha apenas 04 meses de iniciada entrou em transe espiritual onde seu inkisi (orixá) tomou o seu corpo. Como todos estavam preocupados de socorrer a menor , o grupo de evangélicos adentrou ao ônibus e escaparam sem dó e sem piedade.
Amigos e familiares de santo do Barracão Inzo ria Lembá, Raiz Tumba Junçara , reivindicam providencias imediatas e vão levar o caso até o final, foram tiradas fotos do local , da iniciada acidentada, e a policia fará investigações para descobri os culpados por mais esta barbárie de intolerância religiosa na Cidade do Rio de Janeiro .
O caso será avaliado pela CCIR-RJ, Comissão de Combate a Intolerância Religiosa do Rio de Janeiro, através do seu Interlocutor o Professor e Babalawô Ivanir dos Santos , que coincidentemente realizam um ato de repudio a morte de Iya Dedé de Yansã, que faleceu através da pressão de evangélicos na Bahia.




COMENTARIOS 

Klenison Soares Isso é em nome de Jesus! Um exercíto de falsos moralistas que pregam o ódio e uma doutrina que segrega seus semelhantes. Mais aos que resistirem e enfrentarem uma nova era chegará para todos de matriz africana e jurema.


Maria Santana Lima Santana Estou indgnada cade o direito de ir e vir de cada um religião tem que ser repeitada qual o direito destes evangelicos paranoicos e fanaticos capa de cordeirod e coração de lobod.

O Blog Mariano de Xangó repudio a essa atitude, essas pessoas tem que ser punidas

14 junho 2015

TV Universitária exibe documentário sobre mito com personalidades areia-branquenses

O programa Experimentos Audiovisuais que integra a grade de programação da UERN TV, canal da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), transmitido via cabo para assinantes TCM de Mossoró, exibiu recentemente o documentário “O Batatão”, elaborado por estudantes e professores do Departamento de Comunicação da Universidade.

Gravado em Areia Branca, o trabalho registrou relatos de personalidades importantes na cultura histórica popular da cidade como O Pai de Santo José Jaime Rolim (em memoria) e Antonio Silvério, ambos já falecidos, que falaram sobre suas experiências curiosas e sobrenaturais acerca do mito do “Batatão”.

A produção audiovisual está disponível na internet e você pode assistir aqui. Confira:

01 junho 2015

Dia 29-05-15 Religiosos homenageiam O saudoso Pai de santo José Jaime Rolim durante fórum social.

Reunidos em torno da discussão sobre o poder de cura das ervas, adeptos do culto a Jurema Santa e Sagrada homenagearam o religioso José Jaime Rolim, falecido em julho de 2010 como importante personalidade religiosa, cultural, política e social.

A terceira edição do Fórum de Religiosos do Culto à Jurema Santa e Sagrada ocorreu na noite desta sexta-feira (29) na sede do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Areia Branca R/N, e foi organizada pela Casa de Jurema Mestra Maria da Luz e Casa de Umbanda Pai José de Aruanda, esta última que foi fundada no ano de 1979 pelo homenageado da noite o Mestre José Jaime Rolim .

Os trabalhos foram conduzidos pelos juremeiros, O Babalorixá Noamã Pinheiro, Mestre Zedequias da Rocha, Mãe Lucia Helena Alves palestraram sobre as ervas e o poder da cura, Mãe Kathia Cruz e Mãe Francelina (Mãe Nina) e Mãe Preta.

O presidente da Fundação Areia Branca de Cultura, Aldemir Seixas e a gerente de Turismo Viviane Araújo participaram do fórum representando o poder público municipal.

Uma dança indígena foi apresentada ao público através do grupo Raízes de Jurema que é formado por jovens das casas que organizaram o encontro.

Os familiares do Pai de santo José Jaime Rolim acompanharam as homenagens ocorridas durante o evento.

Mãe Lucia Helena, Mãe Preta e Mãe Karhia.

Mãe Kathia

Mãe Lucia

um as das Juremeira mais velha da nossa cidade a Ialorixá Maria de Pinheiro


Uma dança indígena foi apresentada ao público através do grupo Raízes de Jurema que é formado por jovens das casas que organizaram o encontro.

Uma dança indígena foi apresentada ao público através do grupo Raízes de Jurema que é formado por jovens das casas que organizaram o encontro.

veja o vídeo
Apresentação Cultural do Grupo Raízes de Jurema


Os familiares do Pai de santo José Jaime Rolim acompanharam as homenagens ocorridas durante o evento.

Os familiares do Pai de santo José Jaime Rolim acompanharam as homenagens ocorridas durante o evento.




Fonte: Blog do nosso amigo e jornalista Carlos Jr.                    http://vozdeareiabranca.com.br/2015/05/religiosos-homenageiam-sacerdote-durante-forum-social/

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins