12 dezembro 2017

Homenagem a Yemanjá e os Marinheiros, da Tenda de Umbanda Pai Joaquim D´Angola e Exú Tiriri

Na noite de ontem, nós da Tenda de Umbanda Pai Joaquim D´Angola e Exú Tiriri realizamos uma linda homenagem a Yemanjá e os Marinheiros, na Praia de Agenor de Campos, Mongaguá - Área 02 da FUGABC. Um trabalho maravilhoso de energia sem igual. Agradecemos a Federação Umbandista do Grande ABC, na pessoa de Pai Ronaldo Linares por toda estrutura e organização do evento. Gratidão a todo corpo mediúnico pelo carinho e dedicação que desprenderam antes, durante e ao final da obrigação. Gratidão resume todo esse trabalho. Agradecemos a presença de Neide Santana (madrinha de Pai Evandro) e irmãos da Casa de Pai Benedito de Aruanda (sede da FUGABC), Cida, Juliana e Danielle da Casa de Caridade Mamãe Iemanjá e Pai Obaluaiê, Márcio Kain e equipe do Umband´boa e ao querido irmão Engels Barros e equipe do Jornal Aldeia de Caboclos que nos brindou com a matéria do 5º Dia da Umbanda em Limeira na nova edição do jornal. Gratidão! Que Mãe Yemanjá, a Rainha da Coroa Estrelada, nos cubra e nos envolva em seu manto sagrado, e que suas águas em nosso ori, simbolize o fechamento de um ciclo, e o preparo para um novo caminhar... Odoyá!









 



















Dois anos... Muita dedicação... Doutrina, estudos, aprendizados, colaboração, dedicação e paciência, muita paciência.


Dois anos... Muita dedicação... Doutrina, estudos, aprendizados, colaboração, dedicação e paciência, muita paciência.
Um ciclo se encerrou e outros tantos se abriram.
Obrigado Pai Vladmir de Canio, por sua dedicação e comprometimento!
Parabéns a todos os meus irmãos que concluíram essa jornada comigo.
Obrigado Marina Neves, que esteve conosco tantas vezes quanto foi possível e que eu por um lapso causado pela emoção do momento, acabei esquecendo de lhe agradecer.
Sacerdotes e Sacerdotisas de Umbanda, foi só o começo... 




Fontes:

Homenagem a Mãe Yemanjá realizada pelo Templo de Umbanda Vovó Catarina e Baiano Zé do Coco em Praia Grande/SP no dia 09/12/2017.

 
Salve Nossa Mãe Yemanjá! Parabéns Mãe Dirceia Fernandes e filhos! Parabéns por mais um ano de louvor e agradecimento a Rainha do Mar e aos Marinheiros em seu reino sagrado! Todas as Bênçãos a essa Casa de Luz!























Fontes:
Evandro Fernandes

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins