06 abril 2017

O Jornal Gazeta de Limeira, em seu espaço "MENSAGEM", a cada 15 dias publica mensagens de elevação espiritual de Grandes Mestres Umbandistas.



O Jornal Gazeta de Limeira, em seu espaço "MENSAGEM", a cada 15 dias publica mensagens de elevação espiritual de Grandes Mestres Umbandistas. 
Hoje, a mensagem é sobre "Ego", do Espírito Ramatís através de seu médium Sr. Norberto Peixoto
Salve a Umbanda!


Ego

"Os homens se distanciam de suas capacidades divinas inerentes quando supervalorizam o ego e fortalecem as personalidades atuais e, como se fragmentassem, ignoram suas individualidades imorredouras, integrantes da totalidade cósmica, e se afastam das potencialidades do Criador. Essa oposição do ego avantajado e da personalidade enrijecida causa angústia, pelo medo da morte, pela sensação de finitude que a maioria tem inconsciente, pois a personalidade transitória rebela-se e se amotina contra o plano da Consciência Una, de unidade cósmica sem a temporalidade, impessoal, e onde o eterno é absoluto por todo o sempre.
O vosso atual momento de consciência coletiva está muito longe de vos conduzir à percepção da realidade universal supraconsciente. O homem só encontrará a plenitude espiritual quando encontrar a sua realidade interna de espírito infinito, deixar de identificar-se com o ego e substituir a instabilidade existencial, a ansiedade e a volatilidade exterior das coisas que o cercam e iludem, e voltar-se para a libertação da sua centelha espiritual escravizada pelo egoísmo e pelo eu inferior." 
Espírito Ramatís

(Médium Sr. Norberto Peixoto)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins