14 abril 2015

TESTEMUNHOS PARA A POSTERIDADE Texto: Lilia Ribeiro; 1972


Linha Branca de Umbanda e Demanda

TESTEMUNHOS PARA A POSTERIDADE
Texto: Lilia Ribeiro; 1972

"De estatura mediana, franzino, cabelos grisalhos, olhar sereno e profundo, Zélio irradiava simpatia. Ao seu lado, sentíamos a vibração que emanava de sua figura miúda quando, entre o café e o cigarro, que não dispensava, na ampla varanda onde os pássaros voavam em liberdade, ao lado da esposa, Izabel, médium do Caboclo Roxo e companheira constante do seu trabalho mediúnico, e das filhas, Zélia e Zilméia, continuadoras da sua obra, relembrava, com extraordinária lucidez, os pormenores dos primórdios da implantação da Umbanda, evitando citar fatos que pudessem dar um relevo maior à sua situação pessoal. Certa vez, dizia ele, na roda de amigos que o visitavam quase todos os sábados: "Na minha família, todos são da Marinha: almirantes, comandantes, um capitão de mar-e-guerra... só eu é que não sou nada..." E o jornalista que se aproximava no momento, antes mesmo de se apresentar, retrucou: "Almirantes ilustres, capitães de mar-e-guerra, há muitos; o médium do Caboclo das Sete Encruzilhadas é um só..."
 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins