12 junho 2017

Centro Espírita " Casa Do Pai Benedito De Aruanda "


29º Barco Sacerdotal da Federação Umbandista do Grande ABC - FUGABC
2015-2017 - "Os Guardiões do Vale dos Orixás"
Data: 10/06/2017


Dirigentes Espirituais: Pai Ronaldo Linares e Babá Dirce Fogo

Presença de Pai Benedito de Aruanda incorporado em Pai Ronaldo.

A Confraria dos Pretos Velhos de Umbanda parabeniza a todos os Sacerdotes e Sacerdotisas que concluíram suas obrigações e receberam esse grau através das abençoadas mãos de Pai Benedito. Em especial agradecemos a Pai Evandro Fernandes por fazer parte desse seleto grupo representando a Confraria.

Agradecemos imensamente Pai Ronaldo Linares e Babá Dirce Fogo por nos acolherem em sua casa e em seus corações!

Oxalá os guie e ilumine sempre vossas coroas!

Salve a Umbanda! 





  















Evandro Fernandes com a madrinha Neide Santana

Evandro Fernandes com o irmão Clodoaldo Ângelo

Evandro Fernandes com o meu filho de fé Derik Marques

 Evandro Fernandes, Delcio Oliveira Júnior grande irmão

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins