07 agosto 2016

Não vão nos calar... Rio Apesar de decisão da Justiça, religiões afro ainda estão fora da Vila Olímpica Liminar garante candomblé e umbanda no Centro Ecumênico Gustavo Ribeiro 05/08/2016 12:02:53!

Rio - Embora a Justiça do Rio tenha determinado a inclusão das religiões afrodescendentes no Centro Ecumênico da Vila dos Atletas, a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Rio diz que nenhum líder de crenças como umbanda e candomblé teve resposta aos pedidos de credenciamento ainda. Como o DIA revelou em julho, apenas cristianismo, islamismo, judaísmo, hinduísmo e budismo teriam espaço reservado no local.

Procurada ontem, a assessoria de imprensa do comitê organizador dos Jogos informou que o babalaô Ivanir dos Santos, do Candomblé, já estava credenciado antes da liminar deferida pela Justiça anteontem e que ele não compareceu ao Centro Ecumênico ontem porque estava de folga. Ao saber dessas informações, o religioso ficou surpreso e negou.

“Eu não tenho credenciamento nenhum. Mandamos uma lista no dia 27 de julho para o comitê com nomes de vários líderes religiosos, mas ninguém teve resposta”, afirmou Ivanir dos Santos, interlocutor da Comissão.

O babalaô foi convidado pelo Ministério Público Federal para acompanhar uma visita que o órgão fará ao Centro Ecumênico na próxima segunda-feira a fim de verificar de que forma a determinação judicial será atendida. Secretário da Comissão, Jorge Mattoso ressaltou que foram enviados pedidos de acesso para seis líderes de Umbanda, Candomblé, Paganismo, Igreja Anglicana, Espiritismo Kardecista e Indígenas e que nenhum foi respondido.

O comitê Rio 2016 confirmou que não respondeu aos pedidos de credenciamento, porque esse procedimento é feito mediante às demandas dos atletas por amparo religioso. O comitê informou que nenhum atleta solicitou ainda a presença de representantes dessas religiões e que, se desejarem permanecer no centro em tempo integral, os religiosos listados pela Comissão podem retirar suas credenciais no local.

Reações:

2 comentários:

  1. Gostei do blog. Partilho Uma linda mensagem de Aline e Osíris. https://www.youtube.com/watch?v=Upv-P5h2opw

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A união faz a força sempre e juntos somos mais fortes, meu irmão de fé!

      Excluir

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins