24 março 2015

E com muita tristeza que O Blog Mariano de Xangô publica essa nota de Falecimento.

Déde Baiano que Deus o acolha em sua santa Morada. Babalorixá, Mestre Juremeiro muito conhecido em Natal e Rio Grande do Norte.
Babalorixá Claudio Oliveira

NOTA DE FALECIMENTO
Hoje para nossa surpresa falece em Natal-RN, um grande juremeiro, meu padrinho de jurema Jose Edmilson- DEDÉ BAIANO homem de uma dignidade desejável, de uma integridade espiritual impar, NÓS PERDEMOS A MATÉRIA DE UM GRANDE JUREMEIRO MESTRE E A JUREMA HOJE GANHA UM GRANDE MESTRE DE JUREMA, NÓS MEROS MORTAIS ESTAMOS TRISTE POR ESTA PASSAGEM, MAIS A ESPIRITUALIDADE ESTA EM FESTA PARA RECEBER ESTE GRANDE MESTRE, nós somos individualistas por querer ter em nossa vida uma pessoa só para nós, e não aceitarmos que a passagem pela terra como uma caminhada rápida, uma coisa me conforta, é saber que este que ESTE GRANDE HOMEM CUMPRIU SUA MISSÃO, AQUELA QUE FOI DADA POR DEUS, SIGA EM PAZ MEU PADRINHO, MEU MESTRE MEU MENTOR, MESMO DISTANTE, NOSSOS LAÇOS SEMPRE ESTARÃO INTERLIGADOS, POIS TENHO ORGULHO DE SER UMA SEMENTE SUA, VÓS FOSTES PROTAGONISTA E CRIADOR DESTA MERA CRIATURA QUE SOU EU, SUA A BENÇÃO MEU VELHO, E OLHE POR NÓS, POIS SABEMOS QUE SEU CICLO PELA JUREMA TOMARÁ UM RUMO QUE NO FUTURO NÓS SEGUIREMOS ESTA ESTRADA. SARAVÁ E MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS E RESPEITO POR TUDO QUE ME ENSINOU. GLORIA AOS MESTRES RECEBERÁ SEU ESPIRITO. MINHA A BENÇÃO MEU MENTOR.
 
Palavras- do Babalorixá Melquisedec C. Rocha (Babalorixá Melquisedec de Xangô)

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins