10 julho 2017

A Coordenadoria de Politicas de Promoção da Igualdade Racial (COEPPIR) esteve em Apodi no nesta quinta-feira (06/07) realizando a primeira reunião de construção do Plano Estadual de Políticas para os Povos Ciganos


A Coordenadoria de Politicas de Promoção da Igualdade Racial (COEPPIR) esteve em Apodi no nesta quinta-feira (06/07) realizando a primeira reunião de construção do Plano Estadual de Políticas para os Povos Ciganos (PEP/Ciganos) no rancho cigano de Apodi/RN com objetivo de ouvir as demandas da comunidade e debater as ações necessárias para que sejam garantidos seus direitos.


Na oportunidade, a Coordenadora Mary Regina visitou o rancho cigano na companhia da Secretária Municipal das Mulheres e da Igualdade Racial, Valdenia Cristina de Morais, e de toda a sua equipe.

"Na construção do PEP/Ciganos, além dos povos ciganos serem os protagonistas, a participação das Prefeituras é primordial para a efetivação das ações definidas, pois os gestores municipais necessitam colocar a pauta da igualdade racial e da efetivação dos direitos dos povos tradicionais em suas agendas", afirmou a Coordenadora Mary Regina.

Nesse sentido, a SMMIR de Apodi/RN ficou com alguns encaminhamentos como a homologação de uma Comissão Permanente de 05 membros formada pelos ciganos, servidores da Secretaria Municipal e pela COEPPIR, com objetivo de monitorar e avaliar as ações realizadas no rancho cigano por parte da Prefeitura e Governo do Estado.

Além da Comissão, a Prefeitura Municipal de Apodi se comprometeu a realizar uma capacitação de como atender aos ciganos no rancho com os profissionais da saúde em parceria com a COEPPIR e a Subcoordenadoria de Informação, Educação e Comunicação (SIEC) da Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP).

Os ciganos também solicitaram que a Prefeitura realizasse o Cadastro Único com o segmento e que fossem atualizados os dados daqueles que já estão cadastrados na Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social.

A Coordenadora Mary Regina se comprometeu a inserir e encaminhar todas as contribuições feitas pelos ciganos de Apodi.

A COEPPIR ainda se reuniu com a Secretária Municipal das Mulheres e da Igualdade Racial, Valdenia Cristina de Morais, e definiu a construção de uma política de desenvolvimento da agricultura familiar dentro das comunidades indígenas e ciganas de Apodi/RN, bem como houve a solicitação para que a Prefeitura iniciasse o processo de construção da Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial.


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins