25 dezembro 2016

Instituto Cultural Confraria dos Pretos Velhos de Umbanda






















Nessa terça-feira, foram feitas entregas de cestas básicas e frangos às famílias carentes, arrecadados com a ajuda de médiuns, assistências, amigos e parceiros do Instituto Cultural Confraria dos Pretos Velhos de Umbanda. Houve um tempo em que não fazíamos esse tipo de exposição, por não julgar necessário. Mas além de ser uma prestação de contas para todos aqueles que confiaram em nosso trabalho, serve de incentivo para outras casas espirituais, onde o princípio é e sempre será a CARIDADE. Muito obrigado à todos que dedicaram um pouco do seu dinheiro, do seu tempo e muito do seu coração a esse ato de Amor ao próximo! Que Zâmby, nosso Pai Oxalá e todos os Sagrados Orixás os abençoe sempre! Saravá Fraterno!
E não acabamos por aí... Hoje continuaremos as entregas no Assentamento Elizabeth Teixeira, e em outras instituições assistenciais!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins