07 novembro 2015

Palavras de Mariano de Xangó para o saudoso Pai de Santo José Jaime Rolim o nosso Zé do Zé

Muita saudades meu mestre.
 

sacerdotes do culto á Umbanda da nossa terra Areia Branca R/N
sei que o senhor não esta mais entre nós materialmente 
mais tenho certeza que espiritualmente sim

video
Amigos desculpa a qualidade do som porque onde gravei tinha muito vento mais mesmo assim da para 
entender

Palavras de sua filha Anne Rolim
Hoje é uma data especial e ao mesmo tempo triste. Seria um dia de festa, bolo, amigos reunidos, se o personagem principal desta festa não tivesse partido para o plano superior, MEU PAI. Ficam as boas lembranças, saudades dos momentos em que Deus permitiu sua estadia aqui no plano terreno. 
O que me dá paz e acalma meu coração é a certeza que meu encontro com você tem se feito mais constante e a cada abraço minhas forças e equilíbrio são restaurados. Nunca duvidei que você estaria do nosso lado PAPAI, TE AMO.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins