16 novembro 2015

Bandeira da Umbanda 3º Dia da Umbanda em Limeira 15/11/2015


Ontem, dia 15/11/2015 realizamos o 3º Dia da Umbanda em Limeira, amparado pela Lei Municipal nº 5172/2013, no Ginásio Domingos de Felice, organizado pela Confraria dos Pretos Velhos de Umbanda.
Foi maravilhoso!
Agradecemos a todos que ajudaram na preparação do ginásio.
Agradecemos aos parceiros colaboradores:
Escola Legislativa, Prefeitura de Limeira, Secretaria da Cultura, Secretaria de Esportes, Odebrecht Ambiental, Abeafro, SensorialFm Web, União Regional Umbandista da Zona Oeste da Grande São Paulo, Federação Mãe Senhora Aparecida, Santuário Da Umbanda Fugabc, SOI, Capoeira IUNA de Limeira, Estúdio Leandro Scavassani, Mironga Artigos Religiosos e Esotéricos, Para Sempre Umbanda, Editora Portais de Libertação, Federação Umbandista Carapicuibana, MPU, Expositor Pai Cipriano, Expositor Corine Moché, Expositor Luciana. 
Agradecemos imensamente a paticipação de:
Tenda de Umbanda Pai Joaquim D´Angola e Exú Tiriri - Limeira/SP, de Mãe Zilda Dias Fernandes, Templo de Umbanda Vovó Catarina e Baiano Zé do Côco - Carapicuíba/SP, de Mãe Dirceia Fernandes, Tenda de Umbanda Pai Benedito de Aruanda e Boiadeiro Zé do Laço - Nova Odessa/SP, Tenda de Umbanda Caboclo Samambaia e Vó Joana - Capivari/SP, de Mãe Cintia X Marcos, Mãe Sonia Aparecida Gomes, da URUZOGSP, Centro de Auxilio Espiritual Filhos de Aruanda - Ribeirão Preto/SP, de Pai Reinaldo de Oliveira, Fraternidade Socorrista Mãe Iemanjá e Baiano Zeferino - São Paulo/SP, de Mãe Bel Passos e José Octavio N. Passos, Tenda de Caridade Caboclos de Aruanda - Americana/SP, de Pai Adilson Ramos e MãeChristianne Rodrigues, Pai Gilberto Egidio Carbonari de Limeira, Noeli Martins de Conchal, Tenda de Umbanda Chico Feiticeiro e Mané Baiano - Limeira/SP, de Mãe Nesilda e Pai André, Centro Espírita Sebastião Peres e Lurdes Bueno - Limeira/SP, Andrrsn Leandro Monteiro, Casa de Pai Meu - Limeira/SP, Oga Franklin Santos, Jose Benedito de Barros (Ieg Limeira, COMICIN), Djalma Santos Santos (CONEPIR), Ana Evangelista da Silva (Pastoral Afro da igreja Católica de Limeira), Joyce Hailer (Escola Legislativa), Stella Padilha Migliano e família, Humberto Ramos (CEDECA), Missionária Rosana (Igreja Evangélica Afro Americana em Limeira), Rosemeire Silva (Grêmio REcreativo Limeirense e COMICIN), Eliza Gabriel da Costa (Conselho Estadual e Comitê Técnico da Saúde da População Negra do Município de Limeira), Tenda de Umbanda Luz de Iemanjá - Santa Bárbara D´Oeste/SP, Mãe Gisele Ferreira, Pai Leandro de Ogum e Pai Jeferson de Oxóssi, Diego Chagas (Secretaria da Cultura), Tenda de Umbanda Exu Marabo e Caboclo Pena Branca - Limeira/SP, Pai Fernando,Cristiano Santo Ramos
Nesse dia realizamos uma singela homenagem a Pai Claudio Franco de Lima, da URUZOGSP representado pela Mãe Sonia Aparecida Gomes e filhos da União.

Muito obrigado a todos pelo carinho e axé!
Salve o Caboclo das Sete Encruzilhadas!
Salve Pai Antônio!
Salve Pai Zélio de Morais!
Salve a Umbanda!




 


















Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins