05 dezembro 2014

Palavras de Pai Evandro Fernandes


Meus irmãos,
Algumas pessoas me perguntam o porque defendo tanto as tradições africanas, já que a Umbanda é considerada uma religião cristã, pois segue os ensinamentos do Mestre Jesus (nosso Oxalá), princípio que foi ratificado pelo espírito do Sr. Caboclo das Sete Encruzilhadas, quando da manifestação em seu aparelho (médium) Pai Zélio Fernandino de Morais, na fundação da Religião de Umbanda no plano material em 15 de Novembro de 1908.
A Umbanda é sim sincrética por natureza, trazendo em sua composição, ensinamentos e conhecimentos da cultura ameríndia, africana, oriental e européia. No entanto, todas essas contribuições são importantíssimas para o que entendemos como respeitar a diversidade, nas palavras do caboclo: "Com aqueles que souberem mais, aprenderemos e os que souberem menos, ensinaremos, mas a nenhum viraremos as costas, pois essa é a Vontade do Pai!"
A Umbanda não pratica a imolação de animais, mas respeita quem o faz.
A Umbanda não realiza a conversão de fiéis de outras religiões, mas respeita quem o faz.
A Umbanda é uma religião de culto à Natureza, sendo a Natureza a manifestação das Forças Divinas do Criador (Zâmby, Olorum, Tupã, Arquiteto do Universo ou Deus).
Sendo assim, respeito e defendo as tradições e ancestralidade africana, que muito contribuiram para a Umbanda, e mais, respeito e defendo as tradições africanas, porque também sou descendente de africanos, meu pai é negro, meus avós paternos são negros e me considero negro. Jamais cuspi num prato que comi. Renegar ou demonizar a fé das religiões de matriz africana é renegar e desrespeitar seus ancestrais!
Saravá para quem é de Saravá,
Motumbá, Kolofé e Mucuiú para quem é de Axé,
e Amém para quem é de Cristo!
Luz e Bençãos!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins