03 novembro 2014

Publico aqui minha agenda geral de atividades no mês da Consciência Negra 2014 - Alexandre L'Omi L'Odò

Alexandre L'Omi L'Odò. Foto Marina Mahmood - Jornal Folha de Pernambuco

Agenda do Mês da Consciência Negra 2014
De 1° à 03 de Dezembro

Publico aqui minha agenda geral de atividades no mês da Consciência Negra 2014. Estas informações servirão para orientar as pessoas que quiserem participar das palestras, oficinas, exibições do Filme Malunguinho, oficinas, celebrações e rituais que realizarei nos dias abaixo expostos. Conto com a participação dos amigos e amigas nestas atividades. Vamos somar para que a cada dia mais possamos eliminar o racismo e a intolerância de nossa sociedade. Salve Zumbi dos Palmares nosso herói nacional, e salve Malunguinho o Reis das Matas e Reis da Jurema, que também é nosso herói brasileiro.

1°/11 – Celebração interna na Casa das Matas do Reis Malunguinho – Ritual de Jurema
Celebração aos Ibeji “Cosme e Damião” no Ilé Iyemojá Ògúnté – 15h

2/11 – Celebração aos ancestrais (Ésá e Babá Ègún) no Ilé Iyemojá Ògúnté

4/11 – Caminhada dos Terreiros de Pernambuco – Concentração do Povo da Jurema na Rua da Guia/Recife Antigo para celebração e protesto – 14h

15/11 - Encontro de Juremeiros em Pixinanã/PB. Praça central da Cidade, 09h

13/11 – Seminário da OAB/PE – Identidades, Direitos e Cidadania das Populações Tradicionais – Palestra sobre violência nos terreiros de PE – 08 às 18h

17/11 – Celebração Afro Indígena – Palestras e exibição do Filme Malunguinho – 9h na Escola Municipal (posteriormente informo), em Afogados/Recife. 14h na Escola EREM Cândido Duarte em Apipucos/Recife.

19/11 – Semana da Consciência Negra da Faculdade de Direito/UFPE – Palestra sobre Cultura e Religião – Movimento Zoada. 19h na Faculdade de Direito, centro do Recife (em frente ao 13 de Maio)

20/11 – Dia da Consciência Negra – Exibição do Filme Pernamcubanos, filme de Nilton Pereira, com debate ao final – Cinema São Luiz 19h.

21/11 - Evento de encerramento do projeto instantâneas da África na cidade de Triunfo/PE no Teatro Guarany. Será lançado o livro da exposição, darei palestra e faremos um grande encontro de coco dos quilombos no fechamento.

24 à 29/11 – Semana de Atividades da Diversidade Religiosa – Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa da Presidência da República – Brasília/DF.

24 à 27/11 – Apresentação/Publicação de Artigo Científico - 18º Encontro Nacional da Rede Feminista Norte e Nordeste de Estudos e Pesquisa sobre a Mulher e Relações de Gênero (REDOR) - Perspectivas Feministas de Gênero: Desafios no Campo da Militância e das Práticas Científicas (UFRPE), campus Dois Irmãos

25 à 27/11 – Apresentação/Publicação de Artigo Científico no IV Encontro de História do Império Brasileiro – UFRPE

28/11 – Dois meses do IX Kipupa Malunguinho – Fumaçada dos parceiros (celebração)

29/11 – Entrevista sobre a Cultura e Religião Afro na Rádio Nova FM - Programa Brasil Cultural – 12 às 14h

30/11 à 03/12 – Oficina no III Didá Ará - Encontro Nacional de Tradições de Matriz Africana e Saúde: Afrobioética Bases Conceituais Afrocentradas a partir do contexto do SUS – Rio Grande/RS

Alexandre L'Omi L'Odò
Quilombo Cultural Malunguinho
alexandrelomilodo@gmail.com 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins