06 maio 2015

Sou Exu Bom para quem é bom, mal para quem é mal.


Sou Exu
Bom para quem é bom, mal para quem é mal.
Darei a você tudo o que me pede,
Não somente porque eu posso, mas pra que você entenda o valor de suas decisões.
Trago uma cruz tatuada no peito,
Não por devoção ao seu Salvador, mas para lhe mostrar que o destino é uma grande encruzilhada,
E que só depende de ti o caminho que irá escolher.
A sombra é minha morada,
Não porque me escondo da luz, pois na penumbra vejo seu lado obscuro, e não deixo que ele se aposse de você.
Minhas gargalhadas são para lhe mostrar que passas a vida toda envolto em orgulhos, ambições, mentiras e luxúrias,
Mas que desse lado isso de nada valerá; verás que esses vícios se tornarão pesados grilhões e que terá de arrastá-los nesse deserto árido, sem tempo definido….talvez pela eternidade.
Seu mundo é uma grande ilusão,
Aqui farei você enxergar com os olhos do espírito o que você não quis ver com os olhos da matéria.
Só existe uma Lei, criada antes do tempo
Não foi eu quem a criou, eu apenas a observo…você e somente você é responsável pelos seus atos.

Sou o Guardião,
O Juiz,
O Executor,
O Lado Esquerdo,
Seu espelho…
Sou EXU.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Oração a Pai Xangó

Juntos Somos Mais Forte!

Alguns textos, poemas e fotos foram retirados de variados
sites, caso alguém reconheça algo como sua criação e não
tenha sido dado os devidos créditos entre em contato.
''A intenção deste blog não é de plágio, mas sim de espalhar conhecimento e manter viva a nossa historia"

Ass: Mariano de Xangó
mariano_xango@yahoo.com

O QUE SÃO OGÃNS?

O QUE SÃO OGÃNS?
Ser Ogam é muito mais do que ser aquela pessoa no fundo do Terreiro, tocando pontos para as entidades, médiuns e assistentes. Ser Ogam é participar de forma efetiva e consciente nos trabalhos. Isso exige conhecimento, humildade, concentração, responsabilidade, mediunidade e amor. O Ogam é o responsável pelo canto, pelo toque, pela sustentação, pela parte física e equilíbrio harmônico dos rituais. Diferente do que muita gente pensa, um Ogam pode incorporar, porém, a sua mediunidade manifesta-se normalmente, de forma diferente do restante do corpo mediúnico. Manifesta, principalmente, através da intuição, das suas mãos, braços e cordas vocais. Os atabaques, quando devidamente consagrados e ativados pelos Ogãns, são verdadeiros instrumentos de auxílio espiritual, pois são capazes de canalizar, concentrar e irradiar energias que tanto podem ser movimentadas pelo próprio Ogam como pelas entidades de trabalho para os mais diversos fins